sábado, 14 de janeiro de 2012

Uma luz branca
Uma luz brilhante
Que rodopia à minha volta
Sinto o seu calor
E tanto rodopia que me envolve
E eu descanso,
Sossego e fico em paz.
Vejo aquela paisagem verde.
Malmequeres.
Primavera.
Um Prado
Umas rochas,
O sol brilha.
Olho para o céu, fecho os olhos e deixo o sol
Aquecer a minha face
Rodopio, salto
Deito-me na relva
Sinto paz
Vejo o arco-íris
Subo e vejo-TE
Essa luz que me dá segurança
Vejo a Fonte
E vejo-TE lá sentado à minha espera.
Há muito que não vinha
O que queres de mim?
Levantas-te e caminhas
Sigo-TE
E sempre que paro
Tu paras e Olhas para mim.
“O que Queres de Mim?”
Continuas o teu caminho
Fico por aqui
Desço de repente
Caio na cama dura
Na realidade cruel
Da minha vida
E Não Te Sigo

Portalegre, 24 de Março de 2009

Sem comentários:

Enviar um comentário