sábado, 14 de janeiro de 2012

Palavras surdas
Palavras cínicas
Olhos que fogem
Dos teus olhos
Que imploram um pouco de Amor
Olhos que lançam ódio
Olhos azuis gélidos
Frios como a neve
Que cai em Dezembro,
Olhos impiedosos
Olhos cruéis
Palavras duras
“Odeio, Odeio”
“Fugir, Fugir”
O que se passa?
Mimada, Criança, Egoísta
Cruel como só as crianças sabem ser
Não cresci
Não amadureci
Mas ao mesmo tempo
Só quero controlar
Gritar e Mandar
Em tudo e todos

Portalegre, 24 de Março de 2009

Sem comentários:

Enviar um comentário