domingo, 23 de novembro de 2014

RECEITA PARA A TRISTEZA

Estou triste,
O coração sofre,
Acordei com uma sensação de vazio.
Entro na cozinha.
Dentro do armário,
Encontro a alegria.
Farinha 100 gramas,
Outras 100 de açúcar.
Junto leite e ovos.
E num instante,
Tenho o bolo perfeito,
Para alimentar a felicidade e levar a tristeza.
Com uma chávena de chá
O meu bolo de afeição.
Já na noite de Natal,
Vejo com satisfação e júbilo
A felicidade espelhada no rosto de quem se delicia
Com o meu toucinho caído do céu.
Orgulho do meu pai, este meu doce conventual.
Na parede aquele quadro
A ponto de cruz bordado.
Na mesa a toalha que fiz numa juventude bem feliz
Tal como os naperons que dão brilho ao meu quarto.
Quanto estou triste
A doçaria faz maravilhas
O crochet ocupa os meus pensamentos
Com as suas linhas, trocas e laçadas
Que de tão complicadas
Levam a tristeza para bem longe
Trazendo-me a paz.

Celeste Santos Pinto

Sem comentários:

Enviar um comentário