segunda-feira, 24 de março de 2014






Para todos aqueles que já partiram e eu quero um dia voltar a encontrar. Sei que estão todos juntos. Rindo, alguns discutindo, outros fazendo partidas. Outros zangados. Mas estão todos juntos à nossa espera. Até um dia...
Para ti que parti
ste hoje, leva saudades nossas ao meu pai, ao meu avô e ao pai das minhas filhas.... Todos eles gostavam de ti e tu também gostavas deles... Até um dia. Até um dia.
 


"Porquê Morte?"...

Porque a vida não é nossa?
Porquê?
Porque temos que morrer algum dia?
Porquê?
Porque construimos sonhos, realidades
Para num dado momento desmoronar-se tudo?
Nascemos, crescemos e morremos.
Será só isto a vida?
Não, de certo que não é.
Eu acredito em Ti, Senhor.
E se És como dizem, então a morte
Não pode ser assim tão terrível.
A morte terá que ser algo de belo.
Separação da alma do corpo.
O corpo, aquilo que nada vale para Ti,
Fica, apodrecendo na terra.
A alma, sobe, sobe, para junto de Ti, Senhor.
A Morte para mim é isto.
Para mim que acredito em Ti, Senhor.
Agora a Morte não é mais uma visão terrível.
Mas sim uma etapa na nossa vida.
Claro na nossa vida.
Porque afinal nós continuamos a viver,
Longe da terra, mas junto de Ti.
E Eu quero viver, viver sempre

Celeste Santos Pinto
25 de Agosto de 2013

Sem comentários:

Enviar um comentário